O LÓTUS DO NILO: Abertura para o poder – Parte I

“No princípio, tudo era NUN, água e escuridão.
Até que uma pequena porção de terra lodosa e disforme emergiu, em meio ao vasto oceano primordial. E nela, surgiu um botão de Lótus, que crescia delicada e vagarosamente… 
Quando a flor se abriu, houve luz no mundo,
nascera RÁ, Senhor da Criação.”

NUN, o Oceano Primordial

NUN, o Oceano Primordial

Esta é uma das visões cosmogônicas egípcias, um mito da criação do Universo.
Como todo mito, sua função é nos ensinar através da liguagem simbólica.

Parte I – TEORIA:

O que podemos aprender com este mito?
Vamos à análise da simbologia:

Água:
No início dos tempos, o universo era um vasto oceano. Pleno de energia, mas caótico e desordenado. A água é o elemento das emoções, sentimentos, intuição e do subconsciente.
Ideias chave: energia, emoções “puras”, útero materno, primeiras etapas do desenvolvimento, caos.

Terra:
Segundo o mito, a primeira etapa na construção do mundo, a partir do caos, foi a terra. Uma pequena ilha flutuante, o primeiro ponto de estabilidade e organização. A terra é o elemento da fundação, estabilidade e fertilidade. É a base, sem a qual não há frutos nem colheita.
Ideias chave: organização, estabilidade, foco, desenvolvimento.

Lótus:
A partir da terra, brota o lótus. O primeiro “fruto” do universo em construção. Ele é o portador da luz, trazendo o grande RÁ em seu interior. Toda a beleza, magia e poder criativo encontram-se nele. Todo o “vir a ser”.
Para além deste mito, o lótus representa a união criativa entre céus e terra e a evolução espiritual. Pois, tem suas raízes no fundo dos rios, fixas no lodo e lama, para emergir em graça e beleza na superfície das águas. Representa portanto, a consciência, a vitória sobre os obstáculos e a capacidade de ascenção.
Ideias chave: plenitude, iluminação, sabedoria, evolução, beleza.

RÁ:
O grande Criador, Pai dos Deuses. RÁ é o Sol, a própria luz do mundo. Luz da consciência e razão, que afasta a dúvida e indefinição da penumbra.
RÁ é o autogerado, Aquele que nasceu de sua própria vontade. Poderosa é sua magia, cujas palavras de poder moldam tudo o que existe. Ele é a própria vida.
Ideias chave: luz, razão, criação, vida, transformação, magia, ordem.

RÁ, o Grande Pai e Senhor da Luz

RÁ, o Grande Pai e Senhor da Luz

PRÁTICA na Continuação:
O LÓTUS DO NILO: Abertura para o poder – Parte II

Anúncios